waves
Loader
Soluções de Aquecimento e Climatização
Email
Fale com o nosso especialista
Casa econforto
Eficiência sem Desperdícios
Ambiente
Eficiência Energética
Tipologias de certificados

A certificação energética é uma exigência atual que torna mais transparente a informação dos diversos produtos e soluções para qualquer pessoa, não ficando apenas restrita aos profissionais e especialistas nesta área. Estes profissionais continuam a ter um papel fundamental no aconselhamento, no entanto o consumidor ao ter mais informação poderá fazer uma escolha de acordo com o que for mais importante para si, balanceando entre o orçamento disponível, o nívelde conforto ou de eficiência energética que procura e o impacto ambiental.

Etiqueta energética

A etiqueta energética é uma ferramenta de apoio à tomada de decisão do consumidor, aquando da compra de um produto, imóvel ou solução de climatização. Ela vai permitir perceber quais os consumos e, por isso, o impacto do(s) mesmo(s) no orçamento mensal disponível.

Nesta área existem alguns conceitos que é importante esclarecer.

Quando falamos de certificação energética é importante fazer a distinção entre etiqueta energética de produto (por exemplo, um frigorífico ou um aparelho de ar condicionado), etiqueta energética da solução de climatização (ou seja, do conjunto de equipamentos que tem para aquecimento/arrefecimento da habitação e/ou das águas quentes sanitárias) e certificação energética de edifícios (ou seja, do imóvel).

Etiqueta Energetica
ETIQUETA ENERGÉTICA DE EQUIPAMENTOS
ETIQUETA ENERGÉTICA DE EQUIPAMENTOS

Esta etiqueta é provavelmente a mais familiar para todos. Como princípio de informar o consumidor para que a sua decisão de compra tenha em conta os consumos energéticos e a eficiência energética do produto que vai adquirir, esta etiqueta é obrigatória em todos os produtos de utilização doméstica que consumam energia ou que, não utilizando energia diretamente, influenciam o consumo de energia em casa (por exemplo reservatório de água quente). Ela é sempre apresentada juntamente com o produto a que diz respeito, seja em loja física ou online.

Para a climatização da sua casa, encontrará este tipo de informação, por exemplo, num aparelho de ar condicionado, bombas de calor, depósitos de água quente, entre outros.

A escala de eficiência energética de produtos apresenta tipicamente sete classes. Hoje em
dia, a maioria dos produtos já dispõem de uma escala entre A+++ e D, podendo algumas apresentar ainda uma escala entre A e G. Todas as etiquetas emitidas pelos fabricantes têm obrigatoriamente que ser revistas (normalmente de 2 em 2 anos), pressupondo que nessa atualização apenas pode utilizar-se a primeira escala. Isto para motivar os fabricantes a desenvolver soluções mais eficientes eliminado as classes inferiores entre E e G e introduzindo novas classes no topo da classificação, A+, A++ e A+++.

Etiqueta Energetica
ETIQUETA ENERGÉTICA DA SOLUÇÃO DE CLIMATIZAÇÃO
ETIQUETA ENERGÉTICA DA SOLUÇÃO DE CLIMATIZAÇÃO

Desde dia 26 de setembro de 2015, a etiquetagem de sistemas de aquecimento ambiente e de produção de águas quentes, bem como de reservatórios de águas quentes passa a ser obrigatória para fabricantes, fornecedores e instaladores.

Tal como já acontece com outros equipamentos no mercado, a etiqueta energética de produtos individuais é da responsabilidade do fabricante. Já a etiqueta de sistemas mistos deve ser calculada e emitida pelo profissional que conclui a venda destes sistemas ao consumidor final, ou seja, o instalador.

Apesar desta etiqueta de conjunto, que indica o desempenho energético do sistema como um todo, cada produto individual deve ser disponibilizado com a respetiva etiqueta energética, de acordo com o previsto nos Regulamentos Delegados.

Para o consumidor, esta etiqueta traduz-se num elemento essencial de apoio à decisão, permitindo-lhe avaliar o consumo de energia dos diferentes equipamentos e comparar a eficiência energética de cada um. No entanto, o instalador será a pessoa certa para adequar a melhor solução para as reais necessidades ao orçamento disponível em cada caso específico.

Etiqueta Energetica
CERTIFICADO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIO
CERTIFICADO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIO

Resultado de uma diretiva do Parlamento Europeu, que se tornou obrigatória para todos os edifícios (nova construção e existentes) desde 1 de janeiro de 2009, a certificação energética de edifícios permite informar o cidadão sore a qualidade térmica dos edifícios aquando da construção, venda ou arrendamento dos mesmos.

Visa certificar o edifício energeticamente, tendo em conta os seus diversos equipamentos de aquecimento e refrigeração ambiente e das águas sanitárias, além de outros aspetos construtivos, tais como a orientação e exposição solar e o isolamento.

O desempenho do edifício é avaliado numa escala de 7+2 classes (A+, A, B, B-, C, D, E, F e G). Especificamente para os novos edifícios, a etiqueta, obrigatoriamente, possui uma escala apenas de A+ a B-. Tal obrigatoriedade funciona como um estímulo para que, também os imóveis sejam cada vez mais eficientes.

Esta classificação é determinada por vários fatores, nomeadamente pelas características construtivas (orientação, paredes, coberturas, envidraçados, etc.), pela existência ou não de aproveitamento de energias renováveis, pela forma e sistemas de ventilação (natural ou mecânica) e pela eficiência e combustíveis usados nos sistemas de climatização e de produção de águas quentes sanitárias (AQS).

Essencialmente são as necessidades energéticas para climatização (aquecimento e arrefecimento) e para produção de AQS que determinam a classe energética de um imóvel. Aspetos como a iluminação ou consumos nos eletrodomésticos não entram no cálculo do desempenho.

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do utilizador. Através da utilização do nosso website o utilizador aceita todas os cookies de acordo com a nossa política de cookies.

Mais informações |